quinta-feira, abril 15, 2004

A Zel estava me contando uma série de historinhas vividas por conhecidos dela, histórias sobre infrações e corrupções diversas, e uma me deixou particularmente encantado:

É sobre um cara que estava abrindo, fechando ou mantendo, sei lá, sua própria empresa. Foi ao departamento tal e perguntou ao funcionário como fazia determinado procedimento. O funcionário respondeu:

- Olha, você vai naquele cara ali e dá 100 reais pra ele que ele resolve rapidinho pra você.

- Não, mas eu quero fazer do jeito certo. Como é que eu faço?

- Aaaaah, mas do jeito certo eu não sei!

O cara bateu o pé, e não desistiu até fazer tudo do jeito certo. Levou uns 3 meses e uns 1000 reais.

(E veja bem, não acho que isso prova que funcionário público não presta, nem que isso prova que o governo é uma bosta, nem que todo político é corrupto, nem que esse mundo tá perdido, nem que a Caverna do Dragão era o inferno para onde foram as seis crianças que morreram. Isso só mostra que algumas pessoas, depois de muito tempo fazendo e vendo as coisas sendo feitas de maneira errada perdem a noção de qual era o jeito certo. E que a algumas pessoas faltam caráter e noção nas mínimas doses de subsistência)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home